OS ÍCONES DO DESIGN: “E 1027 TABLE”, DE EILEEN GRAY

De proporções engenhosas, a estrutura de aço, o topo em cristal, e uma forma distintiva, a E 1027, assim chamada numa referência à casa de praia “Maison en bord de mer” que Eileen Gray, a criadora da célebre mesa, desenhou para si própria e para o colaborador Jean Badovici, é um dos mais populares ícones do século XX. Há um código secreto por trás do nome: “E is for Eileen, 10 for Jean (J is the 10th letter of the alphabet), 2 for B(adovici) and 7 for G(ray)”.

Tudo sobre a autora da E 1027 aqui.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “ARCO LAMP”, DE ACHILLE CASTIGLIONI

Ícone do design italiano no pós-guerra, o Arco Lamp denota o nível de sofisticação que caracteriza o movimento de modernização responsável pela transformação dos ambientes rurais e escuros em espaços cosmopolitas de interiores urbanos.

O tubo impressionante do candeeiro é formado por quatro peças de aço inoxidável em curvatura, que se encaixam de forma telescópica, e que mantém o arco sem tombar devido ao elevado peso do elemento que o fixa ao chão.  A fonte de luminosidade tem um conjunto de furos que permitem a emanação da luz pela parte de baixo mas também pelo topo, para um efeito visual incrível.

O modelo original de 1962 marcou o mercado do mobiliário em todo o mundo, tendo tido a sua grande expansão na década de 70, e inspirou designers um pouco por toda a parte ao longo dos tempos.

Tudo sobre o Arco Lamp aqui.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “ANT CHAIR”, DE ARNE JACOBSEN

Vem da Dinamarca, o seu layout faz lembrar o contorno de uma formiga e é um dos modelos clássicos do design moderno. Na base da sua construção esteve o critério da funcionalidade e a possibilidade de se empilhar facilmente.

Altamente estável e muito leve, a Ant Chair, criada por Arne Jacobsen em 1952, tinha originalmente apenas 3 pernas de plástico, que suportavam o assento e as costas da cadeira numa só peça, mas versões mais recentes da peça de design traziam já 4 penas de aço. Interpretações contemporâneas transformaram também a Ant Chair num modelo colorido numa grande variedade de cores.

Saiba mais sobre a Ant Chair aqui.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “SAVOY VASE”, DE ALVAR AALTO

O vaso modernista de Aalto é, muito provavelmente, a peça de decoração mais conhecida de toda a história do século XX.  Criada em 1937, o objecto de design finlandês era de difícil reprodução, devido à natureza dos moldes, mas, hoje em dia, existe numa enorme variedade de cores e inspirou designers de todo o mundo a reinventarem o modelo de vaso mais comum para desafiar a criatividade.

Para conhecer o Savoy Vase, veja o filme.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “CHAISE LONG LC4”, DE CORBUSIER

Um móvel clássico do século XX, à semelhança de outras peças desenhadas pelo arquitecto Corbusier, a Chaise Long LC4 foi criada originalmente em 1928, rompendo com os modelos da época, e reintroduzida no mercado em 1965, onde experimentou um sucesso sem precedentes. Trata-se de um dos maiores exemplos de design ergonómico, combinando a estrutura em ferro com o tecido animal, usado na época, de linhas esguias e construção resistente.

Conheça a história do criador da Chaise Long LC4 aqui.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “RED-BLUE ARMCHAIR”, DE GERRIT RIETVELD

Criada por Gerrit Rietveld, esta peça de design que podemos visitar no Moma, onde integra a colecção permanente do museu, tinha, quando estava inicialmente exposta na Schroder House, um efeito curioso: o seu esquema de cores fazia com que a estrutura da cadeira parecesse desaparecer contra o fundo das paredes e do chão negros da sala e os blocos de cor dessem a ilusão de que estavam a flutuar.

A Red-Blue Armchair foi desenhada em 1917 numa versão original que apresentava o móvel em madeira natural, tendo sido, mais tarde, já nos anos 20 do século passado, pintada com as cores que hoje lhe conhecemos, por sugestão de Bart van der Leck.

Saiba mais sobre este ícone do design de mobiliário aqui. Conheça o criador da Red-Blue Armchair aqui.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.