ÍCONES DO DESIGN: “PLIA FOLDING CHAIR”, DE PIRETTI

ÍCONES DO DESIGN ANTARTE PLIA FOLDING CHAIRA Plia é considerada a cadeira desdobrável por excelência. O mecanismo de funcionamento é visível e foi desenhado de forma a assumir o seu lado mais prático, tanto para exteriores como para interiores. Na sua versão recolhida, a Plia ocupa apenas 5 centímetros. A peça icónica, de linhas simples e arredondadas, até no parafuso que a dobra, entrou na história do design por se tratar do caso de maior sucesso na sua categoria e por se ter afirmado como um móvel que ultrapassou as barreiras do seu próprio tempo, ao provar continuar a ser um sucesso décadas depois.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

Anúncios

OS ÍCONES DO DESIGN: “BOOKWORM SHELF”, DE RON ARAD

bookworm-bookshelf-320-kartell-ron-arad-31274

Estante alguma tinha rompido com os códigos anteriores como esta, até Ron Arad criar a Bookworm Shelf. E, mesmo assim, o modelo original, escuro e caro, foi notícia mas não ganhou muitos fãs no mercado.

O desenho curvilíneo celebra o próprio material plástico e demonstra a sua flexibilidade, tendo na forma S apenas uma das várias possibilidades de formatos. O móvel estilizado permite a criação de uma peça individualizada de arrumação de objectos decorativos e de livros.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “JUICY SALIF”, DE PHILLIP STARCK

Para aqueles que tendiam a olhar o design sob o ponto de vista estético, o famoso espremedor de laranjas foi uma verdadeira referência no panorama tristonho daquilo que eram os tradicionalmente enfadonhos utensílios de cozinha. Mas o objecto de design, que é hoje relativamente comum, globalmente conhecido e replicado ao longo dos tempos, acabou por ser, na época, um símbolo de extravagância, encontrado apenas nas casas do jet set.

Até ao surgimento do desenho de Phillip Starck, designer algum tinha conseguido romper desta forma o molde tradicional do espremedor de cozinha. O gesto transformou irremediavelmente o paradigma do design e marca uma importante viragem da concepção do mobiliário e de objectos utilitários: o objectivo de dar resposta já não só ao que precisamos mas também àquilo que desejamos.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “CARLTON SIDEBOARD”, DE ETTORE SOTTSASS

Esta é uma das peças mais pesadas, bizarras e absolutamente dominantes da história do século XX no design de mobiliário. A Carlton Sideboard não se destaca necessariamente pela funcionalidade ou pela integração do design, mas simboliza antes um caminho alternativo ao funcionalismo utilitário que tinha, na época, tomado conta de todas as referências no design e transformado as estantes em modelos rectos e presos no tempo, enquanto ia evoluindo todo o restante mobiliário.

No design de Ettore Sottsass, a relação entre o design do espaço e o indivíduo é marcado pelas referências à intuição, à emoção e aos rituais, em que o mobiliário não é apenas uma peça a que corresponde uma determinada função ou um acessório útil, mas antes elementos de surpresa para o outro, que expressam com formas uma individualidade.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: A “PANTON SIDE CHAIR”, DE VERNER PANTON

Uma cadeira verdadeiramente revolucionária, por se tratar de uma peça única que é, pela primeira vez, empilhável mesmo sem ter pernas, a Panton Side Chair data de 1960 e, além de ser um dos móveis mais premiados de sempre, causou sensação imediata junto do público.

O aspecto gráfico, escultural e monocromático da cadeira colorida tranSformou-a num verdadeiro símbolo pop, assinado pelo designer Verner Panton.

Um dos modelos mais antigos da Panton Side Chair encontra-se em exposição no Museu de arte Moderna, em Nova Iorque.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “MR CHAIR”, DE LUDWIG VAN DER ROHE

Em 1927, inspirado pelas cadeiras de baloiço de ferro que eram comuns na Europa do século XIX, Mies assina um objecto único e imortaliza os princípios que estão na origem do funcionamento dessas, através do uso de materiais novos. A célebre peça de Ludwig Mies van der Rohe é um sublime exemplo da abordagem racional e minimalista do mobiliário por parte do icónico designer.  A MR é um móvel premiado pelo Museu de Arte Moderna de Nova Iorque e pelo Centro de Design de Estugarda.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “ARABESQUE TABLE”, DE CARLO MOLLINO

De cariz quase escultural, esta peça de design foi inspirada nas formas curvilíneas do corpo feminino e nos modelos surrealistas. Foi, particularmente, criada a partir de um desenho de Leonor Fini, que Mollino transformou num móvel hoje já clássico, simbólico pela sua presença em termos de estrutura, função e ambiência.

Tudo sobre a história da Arabesque Table aqui.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “TABLE LAMP”, DE WILHELM WAGENFELD AND CARL JACOB JUCKER

O conhecido candeeiro da Bauhaus tem por objectivo criar uma sensação industrial e foi desenhado pelo jovem Wagenfeld, então com 24 anos, como resposta a um trabalhado que lhe tinha sido pedido por Moholy-Nagy. Hoje em dia, é uma das mais copiadas peças de design da história.

Tudo sobre a história da Table Lamp aqui.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “WASSILY CHAIR”, DE MARCEL BREUER

Reza a lenda que Wassily Kandinsky  teria desenhado a cadeira que fez história lado a lado com os maiores ícones do design do século XX, mas trata-se de um mito falso. Kandinsky terá gostado particularmente do modelo criado nos anos 20, mas o nome que celebrizou o móvel só se popularizou décadas mais tarde, quando a cadeira foi fabricada em série.

A originalidade da peça de design prende-se com os materiais usados mas também com o seu distinto método de fabrico.

Tudo sobre a história da Wassily Chair aqui.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.

OS ÍCONES DO DESIGN: “HARDOY CHAIR”, DE JORGE FERRARI-HARDOY, JUAN KURCHAN E ANTONIO BONET

Apresentada, pela primeira vez em público, nos anos 40 do século passado, a Hardoy Chair foi inspirada num modelo assinado por Joseph Beverly Fenby, em 1877, e desenvolvida a partir desse desenho de borboleta. A base em metal e o assento que funciona numa lógica de quase saco constituíram uma grande ruptura com os modelos da época, sobretudo por implicarem uma nova forma de sentar, que sugere pouca formalidade e descontracção. Trata-se de um móvel minimalista e quase descartável.

Tudo sobre a história da Hardoy Chair aqui.

A ANTARTE lembra os Ícones do Design de Mobiliário do séc. XX

Todas as semanas, vamos lembrar peças de mobiliário que romperam as fronteiras do design e levaram mais longe a estética e os limites da criação. São móveis icónicos do século XX, a que vale a pena voltar, para conhecer mais sobre os criadores que fizeram história.